O segredinho sujo

Na sexta-feira, dia 12 de fevereiro, o ator Terry Crews (o Julius de Todo Mundo Odeia Chris) publicou em sua página oficial do Facebook um vídeo dizendo que a pornografia arruinou a sua vida, que passou muito tempo em estado de vício e isso quase lhe custou o casamento.
“Quando o dia vira noite e você continua assistindo, você provavelmente tem um problema. E o fácil acesso fez com que eu não tivesse limites. Isso afetou praticamente tudo em minha vida”, desabafou.
“Limpo” há 7 anos, Terry largou na rede o vídeo com o intuito de ajudar pessoas que se encontram na mesma situação. Comentou sobre compartilhar problemas e enfrentá-los.

O vídeo com legendas é este aqui:

Pela transparência com que Terry conversa, é impossível não concordar que o vício em pornografia é o mesmo causado por qualquer droga química, como álcool, nicotina, cocaína… Talvez as implicações no cotidiano sejam menos perceptíveis e o quadro clínico mais difícil de ser assumido, mas o fato é o mesmo.

Se formos explorar um pouco melhor essa questão, temos que 25% do tráfego de busca na internet é por pornografia, ela é o quarto maior motivo pelo qual uma pessoa se dirige ao computador, o WhatsAPP está abarrotado de grupos de compartilhamento de vídeos pornôs e o xvideos.com é o 15º site mais acessado no Brasil. Ou seja, é realmente a procura é enorme! E é fácil encontrar pornografia. Algo muito diferente de 25 anos atrás em que você tinha que ir a uma videolocadora ou uma banca de revistas se expor e, muitas vezes, se constranger perante um atendente.

Mas e daí?

E daí que pornografia é uma fonte rápida de dopamina para o seu cérebro (fap, fap, fap… uhhh). Isso significa a liberação de um neurotransmissor que lhe provoca prazer e euforia praticamente de graça. E, considerando que você pode tê-la quase que a qualquer hora, é muito fácil de se viciar. Talvez não um vício clássico como a maioria das pessoas pensam (um cara se babando em crise de abstinência), mas, sim, um vício.

Para entender melhor como isso funciona no seu cérebro e como o hábito pode prejudicar a sua vida, dá uma olhada no excelente vídeo (legendado) abaixo.

Deixe o seu comentário sobre o assunto se não estiver ocupado com, sei lá… outra coisa.

PS: Se as legendas não iniciarem automaticamente, basta ativá-las clicando no botão no canto inferior direito do seu vídeo.